Noticias

Revisão do Valor do Benefício da Aposentadoria Para Quem se Aposentou Antes de 2003

O Supremo Tribunal Federal – STF determinou por oito votos a 1, que os beneficiários do Regime Geral da Previdência Social que se aposentaram antes de dezembro de 1998 e tiveram o valor do beneficio da aposentadoria limitado ao teto de contribuição de R$ 1.081,50, devem ter o valor do seu beneficio recalculado com base no teto de contribuição aprovado pela Emenda Constitucional nº 20/1998, que é de R$ 1.200,00.
O mesmo entendimento deve ser aplicado no caso da Emenda Constitucional nº 41/2003, que elevou o teto de contribuição de R$ 1.869.34 para R$ 2.400,00.
Esta decisão alcança somente aqueles cuja contribuição para a Previdência Social era calculada sobre o valor do teto de contribuição.
O acórdão da decisão ainda não foi publicado e, como se trata do julgamento de uma ação individual, cada aposentado que tiver interesse em solicitar a revisão do seu benefício deverá entrar com uma ação judicial contra o INSS na Justiça Federal.
Antes, porem, é prudente certificar-se se realmente tem direito à revisão. Para tanto, deve ter em mãos a carta de concessão e memória do calculo do benefício que a Previdência Social fornece no momento da concessão da aposentadoria e verificar se existe a informação de que houve ou não limitação pelo teto.

Caso não possua a carta de concessão, é possível obter uma cópia da mesma no site da Previdência Social.

Acesse www.previdenciasocial.gov.br, procure a seção “AGENDA ELETRONICA: SEGURADO e selecione “LISTA COMPLETA DE SERVIÇOS AO SEGURADO”. Em seguida, na coluna MAIS, procure e Click em: “CARTA DE CONCESSÃO E MEMÓRIA DE CALCULO DO BENEFÍCIO”.
Ao abrir a tela: Carta de Concessão / Memória de Calculo do Beneficio”, preencha os dados solicitados e click em “confirme”. Aparecerá na tela a memória do cálculo do seu benefício, em seguida imprima.

De posse da Carta de Concessão/Memoria de Calculo, você poderá optar por:

a)       Fazer o pedido administrativo de recalculo do seu benefício mediante o preenchimento e entrega do Requerimento (vide modelo abaixo), ao qual deverá ser anexado a Carta de Concessão / Memória de Calculo do benefício da aposentadoria, diretamente a Agencia da Previdência Social da cidade que reside e aguardar resposta. O INSS certamente negará seu pedido e oficializará seu posicionamento através de uma correspondência. De posse da carta de negativa do recalculo de seu benefício, mais a carta de Concessão / Memória de calculo, você deve procurar uma Advogado, de sua confiança, preferencialmente um especialista em Direito Previdenciário, para ingressar com uma ação da judicial contra o INSS, solicitando a revisão do calculo do seu benefício e o pagamento retroativo da diferença, com juros e correção monetária dos últimos cinco anos.
b)       Levar a Carta de Concessão/Memória de Calculo a um Advogado de sua confiança, preferencialmente um especialista em Direito Previdenciário, para verificar se realmente você tem direito à revisão. Se afirmativo ingressar com uma ação da judicial contra o INSS, solicitando a revisão do calculo do seu benefício e o pagamento retroativo da diferença, com juros e correção monetária dos últimos cinco anos.  


Clique aqui para fazer o download do requerimento


Recomendamos que você antes de requerer o recalculo do seu benefício na Justiça, o faça inicialmente junto ao INSS, pelo fato da Justiça só aceitar ações que buscam assegurar/restabelecer um direito negado pelo INSS.
mulberry bags mulberry outlet mulberry sale mulberry handbags mulberry bag mulberry bags mulberry outlet mulberry sale mulberry handbags mulberry bag mulberry purse mulberry bayswater mulberry outlet york mulberry factory shop mulberry uk mulberry purse mulberry bayswater mulberry outlet york mulberry factory shop mulberry uk sac longchamp saint francois longchamp sacs longchamp sac longchamp pliage longchamp pas cher